Motorização

Quando o motor de seu veículo está em funcionamento, as peças internas do sistema ficam em constante atrito, o que acarreta em muito esforço e um trabalho sempre em grandes temperaturas. Tudo isso auxilia no desgaste das peças, o que é muito normal. Quando o seu automóvel chega a uma quilometragem muito alta, acima de 200 mil km, por exemplo, há a necessidade de retificar o motor.

Entre alguns dos “sintomas” que podem apontar para que você tenha que fazer a retífica do bloco estão: baixa potência, o alto consumo de óleo lubrificante, excesso de fumaça que é expelida pelo escapamento, maior consumo de combustível, muitos barulhos oriundos do motor e o motor trabalhando superaquecido.

Quando se retifica o motor, o processo pode ser parcial ou completo. Quando o mecânico fala que vai retificar a parte de baixo do motor, isso quer dizer que ele vai fazer a restauração da parte do sistema que conta com as camisas dos cilindros, pistões, bielas e virabrequim. Na parte de cima do mesmo, você encontrará o cabeçote que conta com guias, válvulas, sedes e também a substituição do comando de válvulas.

Um mecânico qualificado vai fazer um minucioso exame do funcionamento do motor de seu veículo e, assim, poderá orientar qual a melhor solução para a retifica.

A primeira coisa a se observar é verificar o estado geral do motor. O bloco deverá estar seco, sem que haja a presença de vazamento de óleo ou água em suas juntas e/ou conexões.

O dono deverá ligar o motor para verificar se ele funciona normalmente em todas as suas faixas de rotação. Não pode haver falhas nem trancos. Ruídos e barulhos estranhos oriundos do motor já não é um bom sinal.

Quando o motor está frio, observe se há fumaça saindo pelo escapamento do motor.

Caso saia uma fumaça branca, pode ser que alguma parte do cabeçote ou bloco possa estar possibilitando a entrada de água no motor.

Caso essa fumaça seja preta, há uma queima em excesso de óleo. Isso pode ser provocado por um mau ajuste nos anéis do pistão ou um vazamento dos retentores de válvulas.

É aconselhável verificar o consumo de óleo do motor. Você deverá medir o nível do mesmo e rodar por 1000 km com o veículo. Depois disso, repita o processo para medição. O nível do óleo não poderá ser muito baixo, sempre, é claro, conferindo o que é aceitável no manual do carro.


Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz