Balanceamento

O balanceamento de rodas faz parte do pacote básico de cuidados que você precisa ter com seu veículo. Assim como o alinhamento, o balanceamento está relacionado à suspensão do carro, evitando trepidações na direção e garantindo que o desgaste dos pneus seja uniforme.

Atritos e impactos fortes nos pneus são ocorrências comuns, causando desgastes pontuais e reduzindo a vida útil do pneu, além de diminuir o conforto do motorista durante a direção. O balanceamento de rodas é feito, justamente, para consertar esse problema e permitir segurança, conforto e maior longevidade aos pneus.

 

Quando preciso fazer o balanceamento de rodas no meu carro?

O balanceamento pode ser feito de duas formas: local, sem retirar as rodas do veículo, ou através do balanceador de coluna, retirando as rodas. A periodicidade para fazer balanceamento dos pneus pode variar bastante de acordo com o quanto você usa o seu veículo, mas, via de regra, não deixe de fazer o balanceamento nas seguintes ocasiões:

  • Durante a primeira revisão do seu veículo, após 10.000 km rodados;
  • Quando seus pneus forem trocados por novos;
  • Quando for feito o rodízio dos pneus;
  • Ao efetuar reparos na câmara de um ou mais pneus;
  • Caso você sinta qualquer trepidação diferente no volante enquanto estiver dirigindo.

 

Alinhamento e balanceamento de pneus são a mesma coisa?

Apesar de caminharem de mãos dadas, alinhamento e balanceamento não são a mesma coisa. Enquanto o alinhamento se encarrega de equilibrar o ângulo das rodas de forma que todas recebam o mesmo impacto em contato com o solo, o balanceamento repara as trepidações sentidas pelo motorista, regulando roda, pneu e câmara através de contrapesos de chumbo.

 

O que acontece quando o balanceamento não é feito?

Além de causar muito desconforto e insegurança ao dirigir, os efeitos da falta de balanceamento de rodas são:

  • Perda de tração e estabilidade do veículo;
  • Dificuldade em manter a trajetória do veículo;
  • Diminuição da longevidade do pneu devido aos desgastes nos rolamentos, amortecedores e terminais de direção;
  • Diminuição da vida útil da suspensão do veículo devido ao desgaste dos seus componentes.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz